Publicações

Noticia - Postado em 09/10/2011 22:50:31
Câmara aprova projeto do deputado Moreira Mendes que regulamenta a profissão de Turismólogo

De acordo com a proposta, o exercício da profissão ficará reservado aos bacharéis em curso superior de Turismo ou Hotelaria e aos profissionais não-diplomados que comprovadamente já a desempenhem há pelo menos cinco anos, contados da data de publicação da lei. O diplomado em cursos equivalentes no exterior também poderá exercer a profissão no Brasil, desde que revalide seu diploma.

O projeto lista 18 atividades relacionadas à profissão de turismólogo, entre elas: organizar e dirigir estabelecimentos ligados ao turismo; coordenar a classificação de locais de interesse, visando ao adequado aproveitamento dos recursos naturais e culturais; formular propostas para o desenvolvimento do setor nos municípios, regiões e estados da Federação; criar e implantar roteiros; pesquisar informações sobre a demanda turística; e elaborar projetos de marketing na área.

Profissionalismo e competência
Ao comemorar a aprovação do projeto, o deputado Moreira Mendes (PPS-RO), que acompanhou e defendeu pessoalmente a tramitação da proposta na Câmara, disse que a atividade turística exige cada vez mais profissionalismo e competência para crescer e disputar com outros mercados tradicionais, por isso a presença especializada do bacharel em turismo e em hotelaria é de fundamental importância. “Damos um passo bastante significativo. Ao aprovarmos esta lei, estamos reconhecendo cerca de 180 mil profissionais, que estão devidamente capacitados e habilitados para fazer crescer o segmento do turismo, e quem ganha com isso é o nosso país”, frisou.

Moreira destaca que a contribuição do turismo para a economia nacional é cada vez maior. Em 2007, por exemplo, o setor foi responsável por 2,6% de todas as riquezas geradas no país, alcançando uma receita bruta anual de R$ 39 bilhões, sendo R$ 33 bilhões referentes só ao turismo doméstico. “Hoje o turismo é um dos principais itens da pauta de exportações brasileiras. Ele contribui significativamente para a geração de emprego e renda e para o desenvolvimento dos municípios, e por isso necessita de uma atenção especial”, ressalta o parlamentar.
 


Autor: Claudivan Santiago – c/ Agência Câmara
Fonte: Foto: Agência Câmara

voltar ver mais

 
 

 Parceiros